Pages

sábado, 7 de setembro de 2013


Ponto final

O texto da vida cisma em transformar ponto final em ponto continuativo e quando percebo estou repetindo o que já escrevi em outros momentos de minha vida; coloco vírgulas para tentar ganhar tempo e modificar o final mas é necessário aprender a colocar o ponto certo.

Pontuar cada fase, cada etapa, cada história, cada situação.

Como é difícil utilizar o ponto certo para cada situação; amanheci pensando que preciso urgentemente colocar um ponto final em situações de minha vida que insistem em ciclicamente se repetir em minha história. 

A reticência já encontro seu lugar cativo e amo utilizá-la para interromper o que estou vivendo, para silenciar e principalmente para deixar no ar o que realmente significou para mim. Enquanto a exclamação me faz rir e chorar mas sempre com sua presença aumento minha emoção e transformo momentos simples em intensas sensações.

Vivo interrogando. E como é fácil interrogar, talvez seja o ponto mais fácil de se utilizar pois jogamos para o outro a responsabilidade pela afirmação que na maioria das vezes gostamos de conduzir.

Mas o ponto final, é ele que hoje preciso usar. Usá-lo para dar um basta em pessoas que teimam em trazer informações que não desejo saber, em projetos que insisto em adiar e em concessões que vivo fazendo para não ter que enfrentar a realidade da vida.

Hoje é o dia do ponto final e estou aqui para usá-lo: na preguiça, no desânimo, na desesperança, na indisposição e principalmente na falta de fé que teima em tentar roubar meus sonhos dizem que não sou capaz de conquistar o que Deus tem para minha vida.

E você? Tá precisando usar o ponto final em alguma área da sua vida ? Use antes que ele se transforme em uma eterna repetição.