Pages

quarta-feira, 25 de julho de 2012


Vc usa drogas? Daria drogas para quem ama???

Hoje bateu uma revolta sobre a dificuldade de dizer não com relação ao desejo louco que muitas vezes me invade para comer frituras, gorduras e doces. Maior do que comer é pensar que permito minha filha comer e principalmente compro para que ela coma.

Desculpem o momento áspero mas acabei de pegar o resultado de minha tomografia computadorizada e o diagnóstico de 8 (oito) cálculos renais. Sou paciente renal a mais de 20 anos e ainda não aprendi a me alimentar direito, fazer atividade física regularmente e principalmente que alimento também tem função de medicamento quando se fala em prevenção.
Claro que melhorei, emagreci, tenho um peso normal, uma alimentação mais saudável mas sempre pode ser melhor. Ainda encontro prazer nas fritas uma vez por semana, na torta com chantilly e só não incorporo em minha alimentação por um desejo maior de manter-me magra sem refletir no real estrago que faz em meu organismo.

O título veio a minha mente com a lembrança de uma palestra sobre alimentação para pais que assisti a alguns anos, onde o médico fez a pergunta acima e completou com a seguinte informação: vc não usa drogas nem compra para seu filho mas fica toda feliz quando compartilha em uma mesa o hamburguer, as fritas e os refrigerantes sem pensar que o efeito no organismo é muito parecido pois também causa dependência física, provoca a longo prazo doenças cardiovasculares entre muitos outros efeitos nocivos.

Quantas vezes fiz dietas hiperproteicas objetivando a perda de peso e aumentando minha predisposição para a formação de cálculos. Quantas loucuras em prol de quilos a menos na balança.

Estou aqui pesquisando, pensando e precisando de forças para dizer NÃO quando o assunto em minha casa for a alimentação, buscando o equilíbrio e a conscientização.
Alimentação funcional: vou colocar em prática. Não conseguirei apagar meus cálculos com tais atitudes mas pelo menos poderei ajudar minha filha a ser um adulto com mais saúde e melhor qualidade de vida.

Precisamos pensar o que o alimento representa para nós? 
Pq fazemos controle alimentar? Para emagrecer ou ter saúde?
Pensamos no alimento como medicamento preventivo ou como alimento secativo?
O que colheremos amanhã com nossas decisões atuais?

Bjs e perdoem a escrita ácida.


6 Comentários

6 comente aqui!:

Dani Lima disse...

Acho que está certíssima e nada ácida!!!
Temos que ser realistas Dric@, pois as vezes queremos emagrecer a qualquer custo e não pensamos na nossa qualidade de vida né...
Sou a favor da RA, de uma mudança real na alimentação e não só consumir menos. Tenho histórico de hipertensão arterial e não posso descuidar.
Hoje não sentimos nada, mas amanhã com certeza o corpo vai cobrar!!!
Bjão

Tereza disse...

As vezes me faço as mesmas perguntas. Talvez seja porque escolhemos o mais fácil né? Bem menos complicado dizer sim do que tentar mudar hábitos ruins. Toda mudança necessita de muito esforço, e parece que estamos sempre procurando o mais fácil!!! Mas que bom que aos poucos estamos aprendendo.
Um beijo e uma linda quarta!!

Alles disse...

Pois é!!! Somos difíceis de entender! Mas estamos na luta!!!! Cada dia tomamos consciência de algo a mais. Força! Abraço

leila diniz (blog vitrine @ugust@) disse...

. um choque de postagem!
. ando precisando levar um de 200 volts para ver se recobro o juízo em vários aspectos da minha vida.
. bj. fique com DEUS.

ivana. disse...

Excelente, amiga !

Valérie Roberto disse...

Concordo com a Ivana, perfeito. É uma reflexão dura, mas necessária.

obrigada pelo carinho e visita

beijos

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t